Curiosidades da Herpes Genital – Parte 1

Algumas coisas curiosas que encontrei sobre a herpes genital ao longo do caminho:

  • Algumas pessoas usam o número 437737 para indicar discretamente que elas têm herpes. Esse é o número que forma quando você escreve a palavra “herpes” naqueles teclados de telefone que também têm três letras em cada tecla de número.
  • Se você olhar em um microscópio eletrônico, o herpes vírus tipo 1 e o herpes vírus tipo 2 são iguais.
  • Tem um site que vende micróbios e vírus de pelúcia! Não sei quem daria isso de presente, mas para quem quiser ver o bichinho, aí vai o link:  http://www.giantmicrobes.com/us/products/herpes.html
  • Quando eu estava pesquisando por HSV2 (herpes simplex virus 2) acabei encontrando um navio! O nome dele é HSV 2 – High Speed Vessel Two ( que significa “Navio de Alta Velocidade Dois” ). Aqui

Mais curiosidades em um próximo post ( celebridades que tem, processos na justiça, episódios de tv)

Abraços,

Edu

5 respostas em “Curiosidades da Herpes Genital – Parte 1

  1. gente nao sei o que acontece, mas comi na terça dia 4 senti uma vontade imensa de comer chocolate ai comi 4 bombom ai na quinta dia 6 comecei a sentir uma coceira num lugar que nunca tinha tido bolinhas, perto da area que ja havia sido afetada, cocei e ae logo apareceu as bolinhas, a outra diferença além do local, foi o fato que das outras vezes eu sentia umas picadas e dor e so depois que vinha as coceiras.

  2. Quando eu tomei roacutan para tratamento de espinhas, fiquei um grande tempo sem crises, há tempos não tenho crises, mas há tempos não tenho relações sexuais, será que o fato de não ter relações, diminuem as crises? E será que o roacutan ajudou nas crises??

    • Oi Rafael,

      – É difícil saber se esse remédio ajudou baseado somente em uma experiência. Teria que ser testado com outras pessoas.
      A reativação do vírus pode variar muito de frequência… é normal.
      Eu mesmo, no passado, existiu épocas em que já tive crises todo mês e outras em que o vírus demorou meses para reativar.
      Na minha opinião, um dos fatores que mais influenciam é o nosso sistema imunológico.
      – boa pergunta se o fato de não ter relações diminui a frequência das crises… não existe nada comprovado pelo que sei, mas essa ideia já ocorreu para mim também. Por outro lado, o sexo prolongado ou muita atividade sexual seguida, já foi relatado por muitas pessoas que apareceu uma crise em seguida. Então eu diria que existe sim uma possibilidade de relação disso.
      Abraços,
      Eduardo Rosadarco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s