Matéria sobre Herpes no programa Bem Estar

Olá,

Ontem o programa Bem Estar falou sobre Herpes com a colaboração de dois especialistas.
Nada de novo para quem conhece bem esta doença, mas recomendo muito para para quem quer se informar melhor.
O link está aqui:

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2012/03/remedio-aplicado-na-hora-certa-inibe-reproducao-do-virus-do-herpes.html

Abraços,
Edu

24 respostas em “Matéria sobre Herpes no programa Bem Estar

  1. Boa noite, talvez quase todos vocês passaram pela situação que me encontro. A menos de um mês, descobri que tenho herpes, pensei que teria pegado do meu ex namorado, que até agora a pouco, era meu namorado. Bom, ele foi fazer os exames e descobriu que não tem, eu ja me encontrava depressiva pela situação, porque passei uma semana com crises feias, nao conseguia nem andar, de tantas bolhas que tinha em mim. Bom, meu ex namorado, que na qual era pra está do meu lado. Virou as costas e terminou comigo, infelizmente, eu já estava depressiva porque ainda ando sem rumo, estou com 20 anos, agora então, me sinto mais envergonhada do que triste pelo término de namoro. Realmente se passou um monte de coisa pela minha cabeça.. Penso na próxima vez que eu ter um namorado e ter que falar para ele o que eu tenho e ele virar as costas assim como esse meu ex namorado fez. Depois de 1 ano de namoro, no dia que eu mais precisei ele virou as costas. Sinto mais vergonha do que qualquer coisa nesse mundo. So penso em ficar no quarto, so saio porque preciso ir para o meu curso. Estou depressiva, triste, deprimida, envergonhada .. tudo. Nao sei o que fazer, acham que devo procurar um psicólogo?

    • Oi,
      Não fique assim tão triste, pq isso só piora a nossa situação.
      Procure um médico, tome vitaminas, tente fazer exercícios leves e se puder, procure sim um psicólogo.
      Descobri que tinha herpes no início desse ano, apesar de já ter tido uma crise em 2014, mas o médico não me diagnosticou, estava com dor na garganta, febre e depois dele me medicar, é que a bolinhas na vagina apareceram, aí ele pensou que era uma reação alérgica, me passou mais remédios e me mandou pra casa. Em março desse ano quando retornei de uma viagem, comecei a sentir um comichão na parte de baixo e aí o médico me falou que era herpes, me passou uma pomada e meu mundo caiu. Em maio decidi procurar ajuda psicológica e foi a primeira vez que contei para alguém o meu problema, ainda não me sinto bem para namorar. Conheci um rapaz e até falei pra ele que tinha, e mesmo assim ele quis transar de camisinha, mas eu não consegui.
      Acho que com o tempo terei minha vida de volta, por enquanto vou tentando me encontrar. O psicólogo falou pra eu tentar enxergar o lado bom da herpes, agora tenho uma vida saudável, estou fazendo exercícios e já perdi 9kg e não me estresso por nada nesse mundo pq se eu me irritar, já viu… né… ela aparece

  2. descobrir qeu tenho herpes a 3 dias estou muitomal, chorando muito, o cara que me apssou é um medico (órdinario) foi uma transa de uma noite somente, eramos (amigos), estou muito abalada, tenho 20 anos, sou muito vaidosa e fresca pra tudo, quem diria que eu iria pegar um troço desse, eu me tremo de odio e nojo de mim e da pessoa que me passou, ta doendo muito principalmente na hora de lavar, preciso colocar um pano em minha boca pra ninguem escutar meus gritos de dor quando passo agua e sabao, sei que minha vida não será a mesma, amanha faço exame de sangue pra confirmar, a unicas pessoas que sabem na minha vida é minha mãe e minha prima que eu moro com ela, pq foi o jeito contar pra ela, mas ninguem mais saberá, apenas meu marido, pois quero casar e ter filhos. ainda quero ser feliz, não pretendo passar isso adiante como o ordinario passou pra mim, mas dá um tempo e ver como vou lidar com minhas futuras relações.

  3. Poxa não sei vocês, pois da pra levar a vida mas a sensação é que nunca seremos tranquilos como já fomos um dia. Tenho há cerca de 3 anos… de la pra ca tive uma namorada, que no momento de dizer a verdade, tive a grata surpresa dela me revelar que também tinha. acho que nunca senti um alivio tao grande. O preconceito é muito grande. Ate mesmo quem tem herpes labial, o qual é o mesmo vírus mesmo tratamento etc, torce o nariz quando sabe que a gente tem. torço muito para que a medicina evolua nesse sentido. acho que não se preocupam tanto por não ser uma doença que traz riscos a saúde. abraço a todos

    • Oi Pedro,
      Realmente… requer um “treino” esquecer da herpes quando agente vai transar. Só com muito tempo consegui isso.
      No seu caso com sua namorada, como vocês dois tem, vc pode ficar tranquilo.
      Abraços,
      Edu

  4. Pessoal boa noite, descobri o herpes a 2 anos através de um surto que me deixou louca, louca de dor, ardência e mal psicologicamente. Eu fique revoltada com quem me passou, mas tenho trabalhado dentro de mim a não revolta, a não raiva. Maluquice, boazinha, não…imagino que a pessoa não tenha passado de propósito, tipo parou e pensou vou infectá-la. Gente é emoção do momento, é ansiedade, é pensar, não estou com lesões, me deixa sentir a pessoa. Egoísmo, pode ser. Contar? Não sei, gente, as pessoas são preconceituosas, tive uma colega de trabalho que ao saber andava com álcool para cima e para baixo, eu me sentia constrangida. Um namoradinho falou eu fiquei 10 anos com uma pessoa e vc? Muitos parceiros né?
    As pessoas não percebem que o problema maior é o sentimento de rejeição, do preconceito.
    Graças a Deus não tenho lesões a mais de um ano. Receita? Não tenho, sigo com a minha vida normalmente, me estresso, me alimento relativamente bem, gosto de ir a praia, é claro, sou muito branca então naturalmente minha pele não suporta e eu fico pouco.
    Assim como boa parte das pessoas, não me relaciono profundamente, fico pouco com as pessoas, e uso como bandeira para meu problema, que não tive paciência, estou feliz assim.
    Mas vocês sabem, ninguém, está.

    • Eu gostaria de conhecer algum grupo de relacionamento, pois também fico sem querer me relacionar e passar para outra pessoa. alguém conhece algum grupo ou quer conversar a respeito?

      • OI Kaio,

        O único grupo que conheço é o “fita Amarela” no Facebook. É um grupo secreto.
        Só entra por convite se não me engano.
        Parece que quem cuida é a Camila. Deve ter o contato dela aqui no blog em algum post.
        Mas minha opinião… vc não deve limitar os seu futuros relacionamentos para somente outras pessoas que tem herpes genital.
        Abraços,
        Edu

  5. Olá! Tenho 22 anos Estou vivendo um verdadeiro pesadelo… Tive minha primeira relação sexual ainda este mês e dias depois começei a sentir coisas estranhas no meu corpo, fui ao médico fiz exames e recebi o diagnostico 😦 estou apavorada e sozinha não posso contar para minhã mãe, tenho vergonha de contar para algum amigo e a pessoa com quem eu peguei após eu contar o que estava acontecendo e falei p ele procurar um médico ele me deixou… Preciso de um grupo de apoio, vou ficar louca!

    • Nossa que canalha, ele simplesmente te deixou??
      Eu não contei pra ninguém, só o ser que me passou e ele abriu a boca pros amigos, imagine minha vergonha.
      não fique triste, tem um grupo de apoio que se chama fita amarela, ele esta oculto no facebook, você tem que procurar o e-mail da camila, ta em algum post por aqui.

      Gostaria de sugerir que deixei os links, emails, qualquer forma de contato na página inicial, ai fica mais fácil, caso alguém precise de um grupo de apoio,

      • Oi Amanda,

        Esses tipos de reações como isolamento, vergonha, tristeza, medo de rejeição, são normais no início. Mas não deixe isso tomar conta da sua vida. Herpes genital não é o “bicho de 7 cabeças” que pareçe no começo.
        Tem tratamento e depende de alguns ajustes e adaptações na nossa vida, mas no mais, dá para levar isso bem, garanto.
        Abraços,
        Eduardo Rosadarco

  6. Pois é, acho q pra homem não é tanto problema, vc segue vivendo sua vida, já pra nós mulheres fica bem difícil porque todo mês nosso corpo baixa a imunidade um pouco antes do período, daí fica bem difícil não falar sobre o assunto com o parceiro. Se falar então, nossa! Já sabemos o rótulo q vamos receber! Desde que tive o diagnóstico evito me relacionar com pessoas dos meus círculos, se é q um dia vou ter coragem d falar sobre isso com alguém q eu ame eu não quero correr o risco desta pessoa contar para outros que convivem comigo.

    • Realmente…A menstruação, para algumas mulheres, é um dos principais “gatilhos” para ativar o vírus.
      Isso mostra mesmo o quanto o nosso sistema imunológico é importante em manter o vírus inativo.
      Att,
      Edu

  7. Ola, tenho herpes a 3 anos e após ser diagnosticada nunca mais me relacionei com ninguém, por medo e receio da rejeição que é certa. Para os homens é mais fácil pois quando a mulher gosta do parceiro ela aceita quase tudo. Me sinto muito triste e estou vendo minha vida pessoal passar diante dos meus olhos, sabendo que estarei sempre sozinha, pois qual homem gostaria de namorar com uma mulher com herpes, nenhum!!!! Um bom tema para enquete: Você namoraria uma mulher com herpes genital?
    Abraços

    • Sei bem como se sente. Estou passando pela mesma situação a 2 anos. Acredito que meu ex namorado me passou, pois comecei a apresentar os sintomas quando estava com ele. Isso me deixou tão irada que não consegui continuar com o relacionamento. Fiquei cada vez mais fria e distante, até colocar um ponto final. Sai do relacionamento e fiquei com o herpes de brinde para o resto da vida. Também me fechei para novos relacionamentos e não vejo perspectivas de alterar isso. Vou tentar o tratamento supressivo pq minhas crises estão me deixando cada vez mais irritada, pois aparecem a cada 15 dias. Não chegam a me incomodar muito, porém a frequência tá me matando. Espero que o tratamento dê resultados.

      • Olá Lia, eh triste mais eu to na mesma situação que você, só que eu continuei o relacionamento, eu sou muito nova e não quero passar por isso sozinha, apesar de que foi ele que me passou!

    • Por isso os portadores do herpes genital tendem a se aprisionar no isolamento. No entanto, gostaria de saber se você conhece algum site de relacionamento para portadores do herpes.
      Onde posso encontrar grupos de apoio e agências de namoro para pessoas com herpes genital? Sou de Fortaleza, tenho herpes genital (leve) e gostaria de encontrar/formar um grupo de integração, apoio, intercâmbio e discussão sobre o assunto. e-mail para contato: roberto333fortal@hotmail.com
      Resumindo o meu histórico para melhor compreensão: tenho 40 anos, profissionalmente bem definido, contexto social – classe média, boa aparência e sociável.
      Faz 12 anos que contrai herpes genital, cuja recidiva ocorre em média três vezes ao ano. Quanto às consequências e sintomas físicos, são mínimos, em torno de seis dias desaparecem.
      O que pior ocorre desde então é que evito relacionamentos sérios, que transcendam a meros romances sem o compromisso do cotidiano, pois assim pode-se haver intermitência na relação, não sendo necessárias explicações. Isto, na realidade, para evitar revelar o fato e se colocar diante deste, perante uma parceira, na ocasião de uma recidiva, pois neste ultimo caso não teria como me afastar sem justificativas, após os primeiros sinais até o total desaparecimento de qualquer sintoma.
      Sei que uma grande parcela da população tem herpes genital, embora muitos não saibam.
      O que realmente quero perguntar é a respeito de informações se existem grupos de interações, apoio, e até namoro entre pessoas com herpes genital.

    • Oi !! Então, porque tanto desespero com a herpes ??? Me escrevam, não tenho preconceito algum… Muitos de nós podemos ter herpes, mas a imunidade não deixa ela se manifestar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s