Estatísticas do Herpes Genital nos Estados Unidos

Alguns números sobre a alta prevalência do herpes genital nos EUA:

  • 16,2% da população total tem HSV-2 (1 em cada 6 pessoas).
  • Isso equivale a aproximadamente 24,1 milhões de pessoas.
  • 11,5% dos homens.
  • 20,9% das mulheres.
  • 776 mil novos casos por ano.
  • 81% das pessoas infectadas não sabem que tem.
  • 60% das mulheres infectadas nunca tiveram sintomas ou crises.
  • Para quem tem recorrências, 4 a 5 é o número médio de episódios por ano.

536 milhões de pessoas no mundo estão infectadas com herpes genital segundo a JAMA.

Seroprevalence of Herpes Simplex Virus Type 2 Among Persons Aged 14–49 Years — United States, 2005—2008

 

58 respostas em “Estatísticas do Herpes Genital nos Estados Unidos

  1. Salve Eduardo e demais amigos do site!

    To com uma dúvida gigantesca! Há 4 anos atrás, descobri que tenho herpes genital, mas só tive uma única crise, a derradeira em que descobri esse presente de grego. Fiz o exame e foi comprovado. Até ai tudo bem. Recentemente, começei a ter problemas por conta do prepúcio, pois a pele que fica ligada na glande começou a dificultar a exposição total do membro. Aí, conversando com meu urologista, ele disse, obviamente: “vamos tirar essa pele cara”. Rapidamente, eu perguntei pra ele: “doutor, você sabe me dizer, em termos de índices, se a remoção do prepúcio propicia uma maior incidência de recorrências de crises de herpes?” ele falou e falou, mas, no final, reconheceu que não sabe lhufas sobre esse dado.

    Parece bobagem né? mas conversando com um brother que é médico ele disse o seguinte:

    Como você tem prepúcio e ficou 4 anos sem ter uma crise de herpes (o que, seguindo ele, é raro), convém pesquisar na literatura se a remoção do prepúcio propicia surtos mais frequentes de herpes genital, no caso de homens que foram contaminados pelo virus da herpes 2 ainda com o prepúcio.

    Fiquei surpreso com esse questionamento levantado por meu amigo. Ele ainda disse mais: “cara, dê um tempo, pois o urologista vai querer passar a faca em vc pra ganhar a grana dele e se vc tiver surtos, ele ‘lava as mãos’ e vai te mandar tomar acciclovir. É isso, acabou a responsabilidade dele. Espere um pouco pois eu vou tentar conseguir informações com um professor que é infectologista e virologista pra saber se há alguma pesquisa sobre isso”. E aparentemente não há! Meu amigo não encontrou nenhuma informação. O prórpio professor confessou nunca ter pensado nesse assunto, mas disse que o fato merece ser observado, uma vez que não há tal observação na literatura.

    Dai preciso da ajuda de vocês prum ponderamento meu. Por favor, se possível me respondam:

    1) Vs que tem crises + frequentes são circundados?
    2) Caso sejam, a contaminação ocorreu antes ou depois da circuncisão?
    3) Se vc fez a circuncisão, vc notou aumento nas crises pós operação?

    Na real, eu consigo ter relação, mas o prepúcio esta incomodando um pouco. Mas assim galerinha, se houver a confirnação de que isso pode acarretar maior propensão a crises, eu não farei a circuncisão!!!

    Obrigado pela ajuda!!!

    • Oi João,

      Dê uma olhada aqui:
      http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19915236
      Neste pequeno estudo a circuncisão parece ter diminuído a frequência de crises.
      Mas o estudo é muito pequeno para ter certeza.

      A circuncisão pode ajudar um pouco a evitar a infecção por herpes genital e HPV.
      Veja aqui:
      http://www.nih.gov/news/health/mar2009/niaid-25.htm

      Respondendo a suas perguntas…
      1) Eu não precisei fazer circuncisão.
      tive épocas de crises frequentes como conto no livro, mas hoje em dia tenho uma ou duas no ano.

      Minha opinião… vc tem que analisar o custo/benefício/risco. O quanto isso está te incomodando nas suas relações? O melhor sempre é não mexer a não ser que realmente seja necessário.

      Mas seria bem interessante saber estatísticas mais precisas sobre a circuncisão e a frequência de crises.
      Abraços,
      Eduardo Rosadarco

  2. Oi, tenho 33 anos e eu descobri q tinha HG no inicio desse ano quando tive minha primeira crise. Na epoca, eu namorava mas mesmo qd descobri, não conversei com ele sobre o assunto e logo depois, terminamos por outro motivo.Acredito que o “gatilho” foi minha menstruação que durou muito mais que o normal. Alem disso, não dei tanta importância pq costumava ter assaduras por causa do absorvente. Mesmo sentindo dores ao sentar e ao tomar banho, resolvi ficar até o dia planejado. Ao chegar em casa depois de alguns dias, resolvir olhar com calma a região e me assustei!!! As feridas eram horríveis…. chorei desesperadamente. Fui ao meu ginecologista e ele educadamente se eu tinha um namoradinho novo e disse que poderia ser herpes. Fiz o exame e ao receber a bomba pensei que minha vida tivesse acabado, vomitava constantemente. Tinha nojo de mim mesma, lavava as mãos constantemente, usava copo descartável e não usava o banheiro sempre que ia a casa de meus pais, com medo de transmitir o virus a alguem que amo…. Acho que meu pensamento era de ser possível infectar alguém so em estar perto…
    Hoje estou mais tranquila, mesmo achando que nunca mais irei ter coragem de me relacionar com alguem pq como a maioria aqui, não tenho coragem de contar a ninguém. E sempre que conheço alguem, ja tenho vontade de chorar so em pensar em contar e ser rejeitada.Não culpo a
    ninguém alem de mim. Mas fico mais tranquila por ter com quem conversar e tirar dúvidas.
    Mas uma delas é…. as vezes, sinto coceiras e ontem comecei a sentir a região um pouco dolorida. Apliquei aciclovir uma vez ontem e outra hj. Ja me sinto melhor mas o correto é usar varias vezes ao dia!? A região está avermelhada… nesses casos, eu devo complementar com o uso do comprimido?! meu ginecologista passou Penvir (acho que é esse o nome…rs)
    Tenho que comprar seu livro… acho que será mais fácil de tirar dúvidas pq na net, eu quero ler tudo ao mesmo tempo…. rsra

    • Oi Claudia,

      Sim… os comprimidos irão te ajudar bastante. Pela minha experiência… a pomada ajuda, mas não chega nem perto dos comprimidos.
      Sim use o Penvir comprimido que seu médico receitou. Ele é mais caro que o aciclovir, mas é mais moderno.
      Porém também acho que depois vc pode falar com ele para usar o aciclovir pois tem um melhor custo/benefício.
      Lendo seu e-mail eu vejo que muitos dos assuntos que vc fala eu abordo em grande detalhe no meu livro… vc irá gostar, garanto. Vai te esclarecer muita coisa.
      Abraços,
      Edu

      • Obrigada, Edu…. Irei comprar sim, pq percebo que vc leva uma vida normal e ainda não me sinto “normal” e tenho certeza que irei aprender a conviver melhor com isso.
        Agora lendo o que escrevi, vejo que acabei apagando algumas palavras. Quando eu tive a crise, eu estava viajando e achando que era uma simples assadura, resolvi ficar la até o final!!!
        Mais uma vez obrigada e continuarei mantendo contato!!
        Abraços!

  3. Galera, adoro esse espaço aqui. Já cansei de ficar revoltada por causa dessa doença. Peguei do meu namorado há 4 anos e meio e estamos juntos há 7 anos. Ele não sabia que tinha a doença e NUNCA teve uma recidiva também. Chegamos até a cogitar que eu tinha pego de outro alguém, mas o único relaciomaneto que tive foi com ele, então ele fez o IgG e lá estava ela. Estou na terceira e pior crise que já tive. Gostaria de saber se alguém já teve uma crise pior do que a primeira, pois eu estou começando a ficar muito preocupada! Meu médico receitou a pomada imunomax (nunca usei, depois falo da minha experiência com ela) e um medicamento pra aumentar a imunidade, imunotransferan. Este eu já havia usado por 3 meses depois da primeira crise. E tbm faço uso do famoso aciclovir, falta água na minha casa mas não falta isso. Só pra descontrair! rs. Edu, mais uma vez, parabéns pelo site.

    • oi euzinha , tenho crises fortes quando tomo muita cerveja são tão fortes quanto a primeira vez , então evito tomar muito , faço tratamento supressivo com aciclovir 200mg polivitaminico e leucogen.

  4. Eduaro, por favor, substitua o texto acima por esse corrigido:

    Oi Eduardo.

    Fui infectado a dois anos pelo herpes genital e comprei o seu livro. Achei muito esclarecedor. Porém, tenho algumas dúvidas. Você diz que chega a transar sem camisinha com sua esposa. Você faz algum tratamento supressor não é? O pai de um amigo meu tem herpes genital e ele criou um tratamento próprio, onde ele toma um aciclovir todo dia, a mais de 20 anos. É o tratamento supressor mais longo que conheço. Você já leu sobre algo semelhante? Você chegou a pesquisar sobre efeitos colaterais dos anti-virais, bem como a dependência que o uso prolongado dessas medicações provocam (quando deixa-se de tomar esses medicamentos, o sistema imunológico, por sí só, pode não ser capaz de lutar contra as recidivas)?

    No mais, gostaria de dividir com os colegas do site a minha experiência de combate à esse vírus dos infernos. Mas o meu caso é bem diferente, devo dizer, uma vez que sou um natureba (não faço uso de medicamentos como anti-gripal, aspirina, tylenol, nem mesmo anti-virais, não consumo álcool regularmente e nem fumo, sendo por assim dizer um caretão total), vegetariano convicto a quase 10 anos, não consumo açucar (branco ou refinado, imunodepressores por natureza nem tampouco chocolate, riquíssimo em arginina), praticante de auto-hemoterapia (por motivos de alergias crônicas que antecediam o problema da herpes), e do controle de alimentos ricos em arginina. No início foi um baque, pois, já que eu era vegano rigoroso (não comia diariamente nenhum tipo de proteína animal, nem mesmo leite e queijo), boa parte dos carboidratos naturais dos veganos (aipim, inhame, arroz integral) contém arginina. Para contornar esse problema, reduzi o consumo desses alimentos, inseri um complexo vitamínico (vitaminereal plus, segundo nutricionistas de diversas universidades federais do Brasil, o melhor de todos) e inseri, infelizmente o ovo na minha alimentação. Igualmente, também inseri o extrato de própolis aquoso, que não contém álcool, um imuno depressor (http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/agosto2009/ju439_pag09.php). Mas quer saber? deu certo. Pois, durante os 6 meses após o primeiro surto, quando ainda era vegano, ainda que não ocorressem eclosões como a do promeiro surto, com feridas e bolhas, bastava dormir mal e havia uma leve vermelhidão na glande. Ao menor sinal desse problema, utilizava bicarbonato de sódio diluído em água e tratava de regularizar o sono, o que fazia com que a vermelhidão, a coçeirinha e o formigamento, sintomas iniciais, sumissem. Após inserir um ótimo suplemento vitamínico, o ovo, o extrato de própolis e suco de laranja quase todo dia, combinado à auto-hemoterapia, devo dizer que não tive mais ameaças de recidivas. Por conta disso, não tenho recorrido ao bicarbonato de sódio. Isso tem me tranquilizado muito.

    Contúdo, diante do sucesso relatado acima, devo dizer que minha cuca ainda não esta 100%, pois ainda não tive coragem de buscar uma outra parceira, visto que meu último relacionamento (que terminou a 2 anos) chegou ao fim pouco tempo depois deu ter contado que era portador desse vírus nefasto. Assim, ainda me sinto super inseguro em buscar um novo relacionamento. A pergunta que te fiz no início provém do fato de que eu imagino que o consumo de anti-virais traria maior segurança para uma eventual parceira. O problema é que eu não me animo a utilizar remédios frequentemente, pois venho duma linha que acredita que o corpo, desde que alimentado da maneira correta, é capaz de combater grande parte de vírus e bactérias circundantes. Desse modo, creio que eu precisaria me trabalhar muito pra flexibilizar essa tendência.

    Em tempo, você viu essa notícia?

    http://www.meionorte.com/noticias/geral/incrivel-empresa-australiana-cria-preservativo-que-pode-matar-os-virus-do-hiv-herpes-e-hpv-255234.html

    Obrigado por criar um ambiente de discussão e de esclarecimento.

    Forte abraço.

    • Oi Rodrigo,

      Vou tentar responder as suas perguntas…
      – sim fiz tratamento supressivo por muitos anos seguidos.
      – o tratamento “próprio” que o pai do seu amigo “criou” nada mais é do que um tratamento supressivo.
      – como conto no livro, a ciência já tem uma grande experiência com o tratamento supressivo pois o antiviral aciclovir é um remédio usado desde a década de 80 quando foi criado.
      O uso prolongado do aciclovir já foi extensamente estudado, e se mostrou seguro e eficiente. Claro que como cada ser humano tem particularidades diferentes, é recomendado que o médico pessoal de cada um faça o acompanhamento. Não causa efeitos colaterais significativos e não vai causar dependência nem enfraquecer o sistema imune pois ele age na replicação do vírus.
      – Como conto no livro… sim foi demonstrado em uma pesquisa uma redução de 50% na transmissão do vírus em pessoas que estavam tomando valaciclovir supressivamente, por isso, como o aciclovir age de forma bem semelhante é lógico assumir que o efeito dele também pode trazer esse benefício.

      Vejo que vc cuida bastante da sua alimentação e do sono… isso é um fator muito importante mesmo… porém só não concordo com a auto-hemoterapia na minha opinião.
      Olhe… eu respeito e entendo a sua filosofia de não usar remédios, porém a ciência também deve levar seu crédito pois muitos remédios e vacinas estão aí salvando vidas e ajudando muitas pessoas diariamente.
      Na minha opinião o tratamento supressivo deve ser usado mais com a intenção de diminuir crises frequentes aliado às outras dicas que coloco no livro.
      Também acho que se for possível a redução da ingestão da quantidade de remédios é importante… mas sempre temos que avaliar risco/benefício.

      Ha … essa notícia da camisinha que diz que mata vírus…kkkkk… me fez rir muito. Pura jogada de marketing!
      Qualquer preservativo que vc use vai ajudar a diminuir a transmissão… principalmente da Aids, já contra a herpes é parcial pois o vírus pode estar em outro lugar da genital.

      Abraço
      Eduardo Rosadarco.

  5. Oiiii boa tarde…

    Estava vendo os depoimentos a respeito de relacionamento, pois eh, tbm me contaminei a 3 anos com meu ex, afinal ja estavamos separados e em um dia iluminado resolvir ficar com ele, o filho da p….. tirou a camisinha, ja depois de 3 dias, começou os sintomas, a coisa ficou feia demais..fui ao meu ginicologista, me passou medicação…so que eu tenho crises uma semana e sim e outra não..isso é inferno na minha vida!! ão consiguia me relacionar c ninguem, ate pq n tenho coragem de contar a vdd… hj estou com uma pessoa a um ano e nunca contei a ele, qdo tenha as crises não tranzamos e isso atrapalha demais meu relacionamento.. Meu medico não sabe de nda desse assunto, agora resolvi ir em um infectologista pra me ajudar…Agora imagina tenho 24 anos 3 anos com isso e tda semana aparece …. ja pensei em besteiras… mais isso não vai resolver.. Torcer p esse infecto me ajude…me passe algum tratamento supressivo, ou uma injeção p aumenta a defesa do organismo…

    Abç

    • oi bruna também peguei de uma ex e isso que a conheci na igreja não sei se ela sabia mas ela me passou isso foi no terceiro encontro sei que temos uma parcela de culpa nisso por não tomar as medidas de precaução (camisinha) mas temos que tocar a vida pra frente, atualmente tenho uma namorada ela sabe que tenho, mesmo assim ela não se importa muito ja que não faço sexo quando estou com a crise , mas tenho medo de passar pra ela, você é de onde ?

  6. Pras meninas que continuaram o namoro ou se alguém souber tb pode responder.

    Quando um casal é portador do herpes pode existir complicações? Quais cuidados devem tomar?
    Pode acontecer de passar pra outros lugares, como virilha por exemplo?
    Se um está com pequenos sinais e não percebe e o outro está num período sem nada, pode aparecer no que não estava nakele momento?
    Enfim, como se relacionar qdo os dois tem….

    • Oi Julia,

      Quando os dois tem, os cuidados são menores, mas continuam importantes.
      O mais importante é se abaster de ter relações sexuais com lesões aparentes ou prodromes porque pode sim ter migração do virus para outra área do corpo.
      Fora isso, não há maiores riscos.
      Espero ter ajudado.

  7. Oi pessoal estamos todos juntos nessa … no começo e dificil mas depois superamos ..tudo tem seu tempo .. obrigada edu pelo blog , muito bom desabafar e ter alguem q nos entenda , pq qdo pegamos isso , achamos q so a gente teem ! Q Deus abençoe vc e toda sua familia e estamos todos juntos nesss , nao podemos deixar isso acabar com nossas vidas , abraços.

  8. Oi gente, descobri esse blog a pouco tem, e tenho que confessar ta muito dificil a vida. Descobri a HG em 2007, nao sei bem como peguei, pois quando senti algum sintoma, fazia quase 1 ano que estava sozinha, e não senti nada dos sintomas caracteristicos, apenas coceira e inchaço numa parte da vagina, alias pelo local que aparece mesmo com camisinha eu teria pego, mas enfim, na epoca fiz o exame e deu igg positivo, mas igm negativo, o igg eu já imaginava pois tive herpes labial, mas já fazem 6 anos que não tenho. Na epoca a medica mandou passar uma pomada, nao me falou nada da doença, e tambem nao me preocupei, pois estava sozinha e achava que era so passar a pomada e estava tudo bem. Tive um relacionento de 5 anos, nesse tempo só tive duas crises, e como falei apenas coceira e inchaço, nunca tive feridas, nem essas dores, nunca contei para ele, pois nao tinha conhecimento a fundo dessa doença, achava que era so passar pomada e pronto. Nunca soube que ele tenha pegue nada. Terminamos, depois de um bom tempo conhecei um rapaz, e acabei ficando doente, e a Hg apareceu, depois de quase 2 anos, acabava ate esquecendo que tinha isso. Fui pesquisar sobre a doença, foi ai que meu mundo caiu, vi varios comentarios na net, alguns amigaveis, outros tao preconceituosos, fiquei no chao, tinha uma vida perfeita e agora acabou, terminei com esse rapaz por vergonha de dizer que tenho isso, do que ele va pensar de mim, me fechei para qualquer relacionamento, to fazendo tratamento com psicologo, mas ta dificil, eu sei que eh meio dramatico, mas fico pensando qual homem vai querer se relacionar com uma mlr que tem uma doença que possa passar para ele, se ele pode ficar com uma que nao tem nada, mlr entende mais a situaçao, mas homem nau, vi tantos comentarios preconceituosos, piadas, eh muito dificil viu, to arrasada demais, nao pela doença, pois mal sinto nada, mas pela minha vida sentimental que acho q acabou. Desculpa esse comentario enorme, mas precisava desabafar, pois a unica coisa que faço ultimamente eh chorar.

    • Olá,

      Eu sei como é difícil superar esses problemas emocionais que a herpes genital nos causa.
      Esses mesmos pensamentos e medos que vc fala… eu tive EXATAMENTE iguais. E não somos só nós dois, vc pode ver que a maioria das pessoas que descobre que pegou esta doença fica assim meio arrasado, principalmente no começo.
      O que é preciso fazer é mudar essa perspectiva de pensamento.
      Temos que agir com responsabilidade é claro, mas não dar muito “poder” a essa doença nas nossas vidas. Ou seja, não exagerar na seriedade deste vírus, pois é perfeitamente possível levar uma vida normal e não transmitir ao parceiro (tomando os devidos cuidados). Tudo bem, sempre existe algum risco, mas garanto que para um casal que gosta um do outro, herpes genital não é motivo para terminar uma relação.
      Espero que vc fique bem… vc não está sozinha. Por aqui todo mundo está junto e entende bem o que vc está sentindo. Ha, se quiser dê uma olhada no meu livro.
      Abraços,
      Edu

      • Edu boa noite, cara passei a vida toda mi cuidando, tenho 28 anos nunca transei sem camisinha na vida, conhece uma menina dia 3 de agosto, depois de conhece-la ela no terceiro encontro comecei a fala de doenças pra ela, que nas relações tem que usa sempre camisinha, fiz sexo oral nela ela fez em mi, quando ela mi disse que tinha herpis lábia, fiquei na paranoia mesmo não estando aparecendo as lesões, fiz os esami igg e igm deu positivo tipo 2 deu 137Igg, meu mundo caiu pensei em mi mata, esta sendo dificel apareceu uma bolha. como tinha dando igg positivo tomei aclicovi comprimido, eu senti que tinha pego o virus dela porque eu estava ficando se apetite pra comer mijando toda hora, não deixo mais minha mãe coloca roupa misturada na maquina, meu alto estima esta la embaixo, meu colega de trabalho sabe que eu estou estranho, mi ajude mano… não acreditando que peguei esta praga fiz outro exame pra ver se a ficha cai, não adiantou mi previni tanto sempre fui referencia para meu amigo eles sempre falava que eu era virgem por transar com plastico não sei como lida com isto mi ajude mano

      • Oi Maurício,
        Eu sei bem pelo que vc está passando porque a “minha casa caiu” quando descobri que tinha pego herpes genital. Isso assusta muito quando agente descobre que pegou.
        O que eu posso te dizer com segurança é que apesar de agente ficar bem abalado (especialmente no começo), com o tempo agente se adapta e com alguns ajustes da nossa parte dá para controlar isso e legar uma vida normal.
        Olhe… toda a minha experiência coloquei no meu livro, e não é por nada, mas tenho certeza absoluta que irá te ajudar muito, principalmente porque vc acabou de descobrir isso.
        Além deste blog que mantenho, o livro é a melhor forma que encontrei para ajudar a todos que tem herpes genital, pois explica todos os assuntos importantes em maior detalhe.
        Abraços,
        Edu

      • edu boa noite como pode um esame da positivo e este negativo peguei o resultado deste hoje
        e agora eu tenho que fazer outro pra sabe se tenho ou não este de agora foi particular o outro pelo sul mi diga mano eu tenho ou não tenho herpis genital sendo que o primeiro esame deu igg 137?
        HERPES SIMPLEX, TIPO 2, ANTICORPOS IgG, soro
        Método: Imunoenzimático

        RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA

        HSV 2 IgG: inferior a 0,8 NÃO REAGENTE : inferior a 0,8
        INDETERMINADO: de 0,8 a 1,1
        REAGENTE : superior a 1,1

        HERPES SIMPLEX, TIPO 1 e 2, ANTICORPO IgM, soro
        Método: imunofluorescência indireta

        RESULTADO VALOR DE REFERÊNCIA

        HSV 1 e 2 IgM: Não reagente NÃO REAGENTE
        ERPES SIMPLEX, TIPO 1, ANTICORPOS IgG, soro
        Método: Imunoenzimático

        RESULTADO VALORES DE REFERÊNCIA

        HSV 1 IgG: inferior a 0,8 NÃO REAGENTE : inferior a 0,8
        INDETERMINADO: de 0,8 a 1,1
        REAGENTE : superior a 1,1

      • Oi Maurício,

        Complicado… um dá positivo e o outro negativo. Esses exames as vezes causam confusão mesmo.
        O que eu posso te dizer é que se o exame IgG for feito muito no começo da infecção ele pode dar um falso negativo pois ainda estão sendo formados os anticorpos.
        Por isso é recomendado fazer o exame depois de pelo menos 3 meses.
        Bom… acho que no seu caso não tem jeito… você terá que fazer mais um para “tirar a prova real”. Quem sabe é melhor vc escolher um outro laboratório.
        Abraços,
        Edu

      • Edu boa terde, este que eu fiz que deu positivo eu fiz no começo, no dia 27 de junho, este que fiz
        agora dia 4 de agosto deu negativo, marquei pra fazer outro segunda feira só que agora acho, não sei se posso fazer, pos meu anus estava vermelhão e queimando ai eu tomei o arclicovi e passei a pomada, se eu fazer o esame pelo fato de ter tomado o remedio pode fazer diferença no resultando? sendo que eu não vou mais toma ate segunda ou vou ter que espera mais tempo pelo fato de ter tomado o acliclovi oral e passado a pomada.

      • edu mi tire uma duvida por favor. fiz o exame de herpes deu igg 137 positivo e igm negativo, não acreditando no exame resolve fazer outro que deu negativo, só que este que deu negativo eu estava tomando aciclovir, vc acha que o acliclove fez o exame da negativo? porque a galera fala que o igg mesmo com remedio tem que ser sempre positivo mi ajude nesta pergunta por favor. eu ja fiz o terceiro deu negativo, só que meu penis esta ficando vermelho, anus vermelho, estou ficando maluco cara psicologo nada esta resolvendo meu caso ja fui no urologista ele nem sabe o que dizer mi ajude, o remédio altera ou não o resultado?

      • Oi Maurício,

        O aciclovir não vai influenciar no exame porque ele funciona bloqueando a replicação do vírus da herpes, e o teste IgG detecta os anticorpos contra o HSV no sangue, que é outra coisa.
        Depois dessa vermelhidão, aparecem bolhas? Pois este seria o sintoma mais “clássico” de herpes genital.
        Não sei porque um exame deu positivo e outros negativos no seu caso, mas não dá para descartar os sintomas físicos. De repente o exame não foi feito corretamente e deu um falso negativo?
        Att,
        Eduardo Rosadarco

      • edu quando fica vermelho de mais queima tudo eu tomo logo o aciclovir, se eu beber cerveja perde noite fica vermelhão, apareceu uma bolha bem pequena branca, com li guido branco, ela estourou, mais não virou ferida, eu não sei se foi por cause do acliclove de 400 que eu tomei durante 7 dias, eu fiz o segundo exame no labora rio a+ só que eu estava tomando o aciclovir tinha uns 18 dia sem toma o remédio, depois comecou a fica vermelhão de novo, eu tomei o acliclovi durante 4 dia esperei da dez dia pra realizar o exame, este que deu igg 137 no mesmo laboratório, deu igg 2 negativo este é de 16 a 20 pra ser positivo método diferente, vc acha que eu devo fazer o que? vc acha que mesmo com remedio o igg tem que ser sempre positivo?
        mais quando vc toma o aciclovir diara mente vc diminuí 50% de transmissão sera que o remedio não diminui o igg ? mi diga por favo.. .

      • Oi Maurício,

        O aciclovir não vai interferir em nada no exame.
        O exame detecta os anticorpos contra o hsv no seu sangue.
        A bolha que surgiu não foi por causa do aciclovir.
        Acho que o único jeito seria vc fazer mais um exame! Mas pelos seu sintomas físicos é quase certo que seja herpes genital.
        Muito provavelmente o exame não deu certo.
        Att,
        Eduardo Rosadarco

  9. Olá

    Parabéns pela iniciativa Edu!
    Estou escrevendo para pedir um conselho.
    Estava vivendo um namoro mto especial e um dia percebi umas feridas, falei pro meu namorado e ele disse que tb tinha aparecido nele e que teve herpes uns anos atrás. Fui na médica e ela confirmou que tinha pego. Como todos meu mundo caiu, chorei mto, fiquei alguns dias sem falar com meu namorado até conseguir ouvir os motivos dele pelos quais não me falou antes. Ele disse que nunca mais havia aparecido nele, que achava que não ia mais aparecer pois teve outro relacionamento e nunca passou pra pessoa, disse que iria me contar qdo aparecesse mas ele não percebeu nenhum sintoma antes, foi no médico no mesmo dia que falei por ter ficado preocupado e nem o médico viu, só apareceu depois. Ele me pediu perdão, chorou e disse que estava sofrendo tanto qto eu pois jamais queria me fazer mal, me levou no médico, fizemos exames de outras doenças, está disposto a irmos juntos em um infectologista pra vermos qual melhor maneira de nos relacionarmos com a doença (não sei se pode ter complicações). Além de sofrer por ter pego herpes eu tb estou sofrendo pq não queria acabar com um relacionamento que estava simplesmente perfeito até isso acontecer. Estou tentando muito desculpá-lo e tentar voltar o relacionamento como era antes pois ele demonstrou um real arrependimento mas não está fácil.
    Enfim, desabafei pra ouvir opiniões de quem já possa ter passado por alguma situação parecida, se conseguiu perdoar e continuar o relacionamento sem mágoas.
    Tudo isso tem menos de um mês mas estou tentando ao máximo ser otimista e tocar a vida pra frente, não quero perder minha alegria de viver, nossa fé tem que ser maior do que a doença. Nós vamos vencer.

    • Eu passei por uma situação igualzinha, e digo com toda sinceridade do mundo, só estou com meu namorado por causa da doença, tenho medo de me envolver com outra pessoa porque não vou ter coragem de falar que tenho herpes, peguei do meu namorado e fiquei P… da vida, isso porque sempre fui cuidadosa, vivia fazendo exames, pedi pra ele fazer também na primeira vez que transei sem camisinha, 3 dias depois tive a primeira crise, pensei que eu ia morrer, as pessoas me zoavam, pensando que estava exagerando, estava com dificuldades até pra andar, fui em vários médicos, chorei no hospital quando o clinico disse que era herpes, parei de ir nos ginecologistas por vergonha, o ultimo que eu fui me tratou como se eu fosse uma puta, e ainda teve a audácia de dizer em um tom extremamente pejorativo “você tem que pedir pra essa pessoa que sai com você, se tratar, ele precisa de um médico urgente” o tom que ele falou parecia que eu era garota de programa e sai transmitindo a doença pra todo mundo, sai de lá na hora, fiquei super sem graça, e nunca mais fui num médico pra me tratar.
      Ja terminei o namoro umas 3 ou 4 vezes mas sempre volto porque tenho medo da rejeição, esse ainda é meu primeiro namorado, estou com ele a 5 anos.
      Ele me pediu desculpas quando contei da doença e disse que era só a gente se tratar, na cabecinha dele qualquer dst tem cura, mas expliquei pra ele que a gente tem que conviver com isso pro resto da vida. Ele é uma pessoa muito simples e ignorante, é até compreensível entender porque ele não sabia que tinha a doença, mas pra ele é como se fosse uma doença qualquer, ele não toca no assunto, quando toco no assunto ele não entende do que eu to falando, ja falei pra ele ir no médico mas como ele só tem as manchas e não sente dor ele pensa que é saudável e não tem nada.
      Nem sei mais o que dizer, ja estou de saco cheio de tudo isso, se não fosse essa maldita doença com toda certeza ja estaria pensando no melhor pra mim, estaria com alguém que eu realmente gostasse.

      • Oi Juju,

        Eu sei bem como vc se sente, mas na minha opinião, vc não deveria ficar com ele só por causa da herpes.
        Parte pra outra…
        Realmente dá medo de rejeição, etc… mas vc tem que buscar o que é melhor para vc. Tem que arriscar.
        Pode acreditar que quando alguém gosta de uma pessoa de verdade, ela não termina por causa desta doença.
        Dá para controlar isso e levar uma vida normal mesmo com um parceiro que não tenha herpes genital.
        Abraços,
        Edu

      • Oi Juju

        Como é difícil né, se eu não conseguir perdoar de verdade meu namorado acredito que não vou conseguir ficar com ele, vou preferir ficar sozinha pq tb não vou ter coragem de me relacionar com alguém e ter que dizer, talvez depois de algum tempo qdo estiver mais conformada e segura com a doença.
        Se não gosta mais de seu namorado, se não conseguiu perdoa-lo tenta seguir em frente, como o Edu disse tem que buscar o que é melhor pra vc.
        Essa minha primeira crise tb foi bem ruim, faz três semanas e ainda tem um pontinho terminando de sarar mas já está quase.
        Quanto aos médicos não deixe de ir, eu costumo ir em médicas ginecologistas, parece que as mulheres entendem melhor o que estamos sentindo. Qdo fui diagnosticada dei sorte de ter ido em um hospital e era uma médica que foi bem atenciosa e me tranquilizou pois cheguei lá mto nervosa, não desista de achar uma boa médica que vai te ajudar. Tb fico com um pouco de vergonha mas como é meu segundo namorado e sempre fui uma pessoa correta, de família, penso que não tenho do que me envergonhar.
        Obrigada por sua opinião, como é bom trocar experiência com quem passa pelo mesmo problema. Fica bem e fica com Deus!

    • Oi Julia,

      Nunca passei pelo que você está passando e acredito que não seja nada fácil, mas te digo uma coisa……embora o herpes seja apenas uma doença de pele, é uma doença que afeta o nosso emocional imensamente. Eu não sei como peguei, tenho algumas suspeitas, mas nenhuma certeza. Hoje tenho um namorado que tem herpes labial e temos conseguido lidar bem com isso. Eu só tive uma única crise e faço tratamento supressivo por opção. Começar um novo relacionamento depois que a gente contrai o herpes não é fácil. Não estou dizendo que você deve ficar com seu atual namorado por comodismo, mas se for possível perdoá-lo e continuar esse relacionamento tão maravilhasamente como antes, as coisas vão ficar menos difíceis pra vocês dois.
      Boa sorte e conte com todos nós aqui do blog.

      • Olá Capitu

        Obrigada pelo apoio.
        Estou tentando perdoá-lo, seria mto bom pra nós dois mesmo se conseguir passar uma borracha e seguir sem mágoas. Mas é difícil pq sempre vem aquele pensamento de que poderia ter sido evitado.
        Que bom que teve só uma crise, espero não ter mais e tb penso em fazer tratamento supressivo ou tomar vitaminas para aumentar imunidade.
        Foi mto difícil contar pro seu atual namorado mesmo ele tendo a labial? Que bom que encontrou alguém que deu certo, é aquilo mesmo se as pessoas se gostam de verdade não é isso que impedirá.
        Mto bom poder conversar. Até mais!

      • Oi Julia, não foi fácil contar pro meu namorado que tenho herpes, mas foi bem menos difícil do que eu pensava que seria. Nós já estávamos saindo há algum tempo, as coisas estavam ficando sérias, era aniversário dele e íamos sair sozinhos pra comemorar. Tava na cara que ia rolar sexo. Passei a véspera e o dia desesperada, chorando a toa, achando que ia travar na hora, que não teria coragem de contar, nem de transar sem contar, embora meu médico tenha dito que era pra contar só quando o papo de deixar de usar camisinha aparecesse. Quase desmarquei o encontro, mas depois decidi seguir o conselho do meu médico e fui disposta a não contar naquele momento. Mas, ainda no carro quando ele foi me buscar em casa, ele disse que queria conversar comigo porque não queria usar camisinha. Eu fui categóriaca em dizer que não abria mão e acabei naturalmente dizendo o porque. Como eu já disse em outros comentários, meu namorado tem herpes labial e isso facilitou as coisas. Meu conselho é que contemos que temos herpes antes de qualquer envolvimento sexual e que encaremos isso na forma mais simples possível. Porque QUEM NÃO TE QUER, NÃO TE MERECE!
        Conte comigo.

    • Oi pessoal eu tenho herpes nao sei como pegueu isso mas … qd conheci meu namorado depois de 3 meses Me apareceu isso foi horrivel n conseguia andar , nem fui trabalhar , fuui a ginecologista ela me disse ser herpes me senti mt mall , pensei em morrer pequei com 18 agr tenho 20 aanos.. contei p ele e falei p ele largar de mim se quisesse mas ele disse nao. Q eu descobri com ele e nao ia me deixar por causa disso , hj temos um filho de 5 meses e estamos bem , somos mt unidos ele me trata super bem , diz me amar mt , eu amo e acho nosso amor lindo.. essa doença ta acaband cmg tenho vontade de sumir ele percebe isso ..mas as crises estao constantes e começou a aparecer em minhas pernas no nervo e braços mas sao mais pequenas mas coça mt estou tomando aciclovir 200gr 8 em 8 hrs eu n me paro de coçar n doi so coça e fik vermelhinho… peço a deus força p todos nos …minha medica falo q pode ter se priliferado por imunidade baixa por tive bebe a pouc tempo mad sabe gente . Ela n ta nem aii , n me explicca nada eu q pergunto e as vezes nem responde direito ..edu me ajuda o q vc toma??li aq q faz tempo q vc n tem crises por favor obg

      • Oi Gi,

        Não é nada comum a herpes aparecer no braço. Sabe que uma vez a muito tempo atrás eu tive uma micose muito parecida com herpes e achei que tinha passado para outro lugar! Será que vc também não tem outra coisa? Não sei… fica difícil sem ver. Por isso, como não é uma coisa muito normal, acho melhor vc consultar um dermatologista. Troque de médica se esta que vc falou não está te ajudando muito.
        Se realmente for herpes genital, vc já está fazendo correto… continue no aciclovir até sumirem os sintomas e de repente vc pode pensar em um tratamento supressivo se as crises estiverem muito frequentes. Lembro também que o ideal é aliar as outras coisas junto para terem efeito acumulado. O básico, por exemplo: dormir bem e suficiente, controlar o stress emocional, lisina, suplemento de vitaminas, exercícios moderados, não fumar, evitar álcool, evitar alimentos com muita arginina, etc.
        Abraços,
        Eduardo Rosadarco

    • Julia…
      Eu peguei assim também…só que eu confiava cegamente no meu ex, ele foi meu primeiro parceiro e como eu fui a dele também, não tinha medo de nada, porém ele me traia e sei lá o que ele fazia por aí…claro que só fui descobrir depois…depois que eu descobri eu realmente fiquei muito revoltada….diz ele que não sabia que tinha mas amava muito ele e acabei perdoando….nós terminamos por outros motivos. Mas em nenhum momento pensei em ficar com ele só por causa da doença, não vou dizer que é fácil começar outro relacionamento pois como disse aqui o que mais me incomoda é ter que contar pra outra pessoa…mas não existe nada pior do que você ficar com uma pessoa que vc não gosta mais ou que não dá mais pra levar adiante.
      Pare e pense se isso é o melhor pra você.
      E como tem menos de um mês é tudo muito recente, muita coisa passa na nossa cabeça nesse tempo, também não vá agir por impulso, dê um tempo pra você também….se cuida e qualquer coisa tô aqui…

      Beijos

      • Olá Lu

        Como é difícil essa situação, nunca imaginei que fosse passar por isso na vida. Ele é meu segundo namorado e não me conformo imagino pra vc que foi o primeiro. Tb não penso em continuar com ele por causa da doença, só vou continuar se conseguir perdoar senão vou ficar sozinha por um bom tempo até me sentir mais segura. Mas me animou saber que conseguiu perdoar e terminaram por outros motivos, as vezes me pergunto se não estou sendo “boba” em tentar perdoar mas qdo gostamos é difícil desfazer de um relacionamento que estava muito legal.
        Acho que o melhor é me dar um tempo mesmo, colocar a cabeça no lugar e ver como as coisas vão ficar. Obrigada pela atenção! Me fez mto bem compartilhar minha experiência e ver uma história parecida. Até mais!

  10. Edu…
    Tava com uma dúvida mas confirmei essa semana..quando eu tive minha primeira crise, tive bolha na genital, na boca e no olho…
    Agora ela aparece ou na genital ou no olho…e li que a herpes ocular é do tipo 1 e a genital do tipo 2….e no meu exame de sangue não vinha especificando qual das duas…eu tendo recidiva nesses dois lugares eu tenho os dois tipos?????

    • Oi Lu,
      Boa pergunta realmente!
      É o seguinte… o tipo 2 é extremamente raro de infectar a área oral. Difícil mesmo.E quando infecta, costuma criar somente a primeira crise e não cria recorrências.
      Por isso, acredito que pode existir duas situações no seu caso.
      1 – A mais provável… é que vc tenha herpes ocular e labial pelo hsv tipo 1. E herpes genital pelo tipo 2. Ou seja ambos os tipos de vírus hsv.
      2 – Pode ser que vc tenha se infectado somente com o tipo 1 (em um mesmo “evento”) tanto nos genitais como no olho e na boca.
      O ideal é vc fazer um exame IgG para tipo específico de vírus.
      Abraços,
      Eduardo Rosadarco

  11. Olá pessoal, faz três semanas que descobri que tenho herpes genital. Foi um vacilo grande que dei e está sendo muito difícil pra mim. Tenho pesquisa bastante e, pelo que vi, não há cura. Temos que aprender a conviver com isso.
    Tenho 43 anos, estou separado a seis meses, e tenho a impressão de que será difícil um novo relacionamento, encontrar alguém que entende essa situação.
    Tenho umas dúvidas. Gostaria de saber qual o profissional médico mais recomendado para o acompanhamento de herpes genital em homem: urologista, infectologista ou dermatologista?
    Outra dúvida é que na primeira semana da crise, além das bolhas no pênis, teve um dia que senti dormência na pele embaixo do queixo. Pelo que li, isso seria sintoma do herpes zoster. Então, qual seria o exame que o médico deve pedir para identificar com clareza qual tipo de herpes eu realmente tenho (herpes simples ou zoster).
    Agora sou mais um ser em busca da cura desse mal.
    Mas creio que Deus irá nos prover de tudo que precisamos para suportar tudo isso. Ou seja, não deixará que carreguemos fardos maiores do que eu poderei suportar (1Co 10.13).

    Obrigado…

    • Oi Fernando,

      Na minha primeira consulta, a muitos anos atrás, eu fui em um urologista. Mas ao longo dos anos também já fui em dermatologista. Acredito que vc pode escolher entre um dos dois.
      Bolhas no pênis são sintomas característicos de herpes genital. Herpes Zoster, é a reativação do vírus da varicela. É uma coisa diferente. Acho que vc não deve estar com as duas.
      O exame indicado para vc fazer é o IgG, de preferência para tipo específico de vírus do herpes (tipo 1 ou 2). Mas a grande maioria dos casos de herpes genital ocorre pelo hsv tipo 2.
      Abraços,
      Eduardo Rosadarco

    • Estou mt triste depois q descobri ter isso , mas Deus ira me ajudar . Arginina é bom ou não edu ? Estou confusa … em sites falam q é e em outros nao … me ajude obg

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s